Nossos Vinhos

Pizzato Concentus
Voltar
Informações

Pizzato Concentus D.O.V.V.

Concentus, do latim, significa harmonia, concerto, acordo, consenso. Personifica a arte enológica de se mesclar diferentes varietais com o objetivo de elaborar um vinho harmônico, resultado da soma das qualidades de cada um dos componentes: as variedades de uva Merlot, Tannat e Cabernet Sauvignon.

Elaborado a partir de vinhedos próprios no vale dos vinhedos, local onde a família Plínio Pizzato foi pioneira na condução em espaldeiras (simples e lira) desde meados dos anos 1980.

Presente desde a colheita 2002, sempre esteve entre os mais destacados vinhos de corte (ou blend, assemblage) brasileiros. Está presente em pontos de referência gastronômica na Europa e EUA.

Destaques

  • 92 pontos revista de vinhos Weinwirtschaft (Alemanha)
  • 90 pontos revista de vinhos Weinwelt (Alemanha)
  • 90 pontos Guia Adega de Vinhos do Brasil 2012/2013
  • 17 pontos site Purple Pages by Jancis Robinson
  • 89-93pontos – vários painéis pelo Brasil e no exterior (diferentes colheitas)
  • Vinho de muito sucesso no Reino Unido e Alemanha
  • Exportado para diversos mercados: EUA, Canadá, Reino Unido, Alemanha etc.
Colheitas
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2002 à 2008) e, a partir de 2009, com D.O.V.V.
    Vinho estruturado, mas sem perder a elegância.
    Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda).
    Passagem por barris de carvalho francês e dos EUA (1º e 2º usos).
    Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras.
    Das melhores parcelas do vinhedo Sta Lúcia, Vale dos Vinhedos.
    Lotes super limitados, com numeração das garrafas (própria e DO).

    Degustação

    Degustação

    De cor vermelho-rubi e tons de evolução; intensa, profunda. Aromas de frutas vermelhas em redução, licor de ameixas, terra úmida, folhas secas, especiarias doces, alcatrão, licor de cacau. Na boca, encorpado, longo, estruturado, com retro-olfato lembrando especiarias doces, licor de cacau e doces de frutas vermelhas.
    * notas geralmente observadas

  • Harmonização

    Harmonização

    Sugere-se pratos condimentados (não picantes em excesso) e estruturados. Experimente com caças, churrasco, pratos com molho de vinho em geral.

    Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 oC. Decantação enriquece vinhos mais estruturados e com amadurecimento, caso deste.

  • Colheita

    Colheita

    Datas de colheita: Fevereiro/Março de 2015
    Dados técnicos: Álcool (% vol.) : 13,5; Açúcar residual (g/l) : 2,3; Acidez total (g/l ác.tartárico): 6,07; pH: 3,66; Tempo de barril (meses): 10 (1º e 2º), francês e americano, em média. Uvas componentes: 69% Merlot, 16% Tannat e 14% Cabernet Sauvignon. 
    Garrafas: 5.600 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com numeração da D.O.V.V.

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos
    Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem
    Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m.
    Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul.
    Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso
    Colheita: Totalmente manual

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Tempo total médio de fermentação e maceração: 9 dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês e americano.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2002 à 2008) e, agora, com D.O.V.V.
    Vinho estruturado, mas sem perder a elegância.
    Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda).
    Passagem por barris de carvalho francês e dos EUA (1º e 2º usos).
    Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras.
    Das melhores parcelas do vinhedo Sta Lúcia, Vale dos Vinhedos.
    Lotes super limitados, com numeração das garrafas (própria e DO).

  • Degustação

    Degustação

    De cor vermelho-rubi, intensa, profunda. Os aromas predominantes são
    de frutas vermelhas bem maduras, ameixas secas, terra úmida, infusão
    de ervas, especiarias doces e trufas. Na boca, encorpado, longo,
    estruturado, com retro olfato lembrando especiarias doces, licor de
    cacau e doces de frutas vermelhas. O conjunto apresenta um bom
    potencial de guarda.
    * notas geralmente observadas

  • Harmonização

    Harmonização

    Sugere-se pratos condimentados (não picantes em excesso) e
    estruturados. Experimente com caças, churrasco, pratos com molho de
    vinho em geral.

    Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a
    temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 oC. Decantação enriquece
    vinhos mais estruturados e com amadurecimento, caso deste.

  • Colheita

    Colheita

    Datas de colheita: Fevereiro/Março de 2014
    Dados técnicos: Álcool (% vol.) : 13,5; Açúcar residual (g/l) : 2,4; Acidez total (g/l ác.tartárico): 6,1; pH: 3,55; Tempo de barril (meses): 11 (1º, 2º e 3º usos), francês e americano, em média. Uvas componentes: 70% Merlot, 20% Tannat e 10% Cabernet Sauvignon.
    Garrafas: 4.450 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com
    numeração da D.O.V.V.

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos
    Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem
    Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m.
    Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul.
    Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso
    Colheita: Totalmente manual

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras
    selecionadas e temperatura controlada. Tempo total médio de fermentação e maceração: 10 dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês e americano.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2002 à 2008) e, agora, com D.O.V.V.
    Vinho estruturado, mas sem perder a elegância.
    Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda).
    Passagem por barris de carvalho francês e dos EUA (1º e 2º usos).
    Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras.
    Das melhores parcelas do vinhedo Sta Lúcia, Vale dos Vinhedos.
    Lotes super limitados, com numeração das garrafas (própria e DO).

  • Degustação

    Degustação

    Apresenta-se com cor intensa, profunda, rubi intensa;dominado por aromas de frutas vermelhas, ameixas secas, terra úmida, especiarias doces e trufas. Vinho encorpado, persistente, de textura complexa, com retro olfato de especiarias doces, cacau e doces de frutas vermelhas.
    * notas geralmente observadas

  • Harmonização

    Harmonização

    Sugere-se pratos condimentados (não picantes em excesso) e estruturados. Experimente com caças, churrasco, pratos com molho de vinho em geral.

  • Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 oC. Decantação enriquece vinhos mais estruturados e com amadurecimento, caso deste.

  • Colheita

    Colheita

    Datas de colheita: Fevereiro/Março de 2013. Dados técnicos:
    Álcool (% vol.) : 13,5; Açúcar residual (g/l) : 2,1; Acidez total (g/l ác.tartárico): 6,13; pH: 3,61
    Tempo de barril (meses): 12 (1º, 2º e 3º usos), francês e americano, em média. Uvas componentes: 60% Merlot, 30% Tannat e 10% Cabernet Sauvignon. Garrafas: 4.370 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com numeração da D.O.V.V.

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m. Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul. Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso Colheita: Totalmente manual.

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Tempo total médio de fermentação e maceração: 10 dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês e americano.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2002 à 2008) e, agora, com D.O.V.V. Vinho estruturado, mas semperder a elegância. Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda). Passagem por barris de carvalhofrancêse dos EUA(1º e 2º usos). Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras. Das melhores parcelas do vinhedoSta Lúcia, Vale dos Vinhedos. Lotessuper limitados, com numeração das garrafas (própria e DO).

  • Degustação

    Degustação

    Apresenta cor intensa, rubi escura com traços violáceos; aromas de frutas vermelhas escuras, geleia de frutas vermelhas, especiarias, bosque molhado, moca e ameixas secas em calda. Encorpado, de boa persistência e equilíbrio, longo, com traços de especiarias doces, ameixas e chocolate.

  • Harmonização

    Harmonização

    Sugere-se pratos mais condimentados (não picantes em excesso), e mais estruturados. Experimente com caças, churrasco, pratos com molho de vinho.

  • Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 °C. Decantação enriquece vinhos mais estruturados e com amadurecimento, caso deste.

  • Colheita

    Colheita

    Garrafas: 3.350 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com numeração da D.O.V.V. Dados Técnicos Álcool (% vol.) :13,5 Açúcar residual (g/l) :2,2 Acidez total (g/l ác.tartárico): 5,9 pH: 3,6 Tempo de barril (meses): 12 (1º e 2º usos), francês e americano, em média Uvas componentes: 70% Merlot, 15% Tannat e 15% Cabernet Sauv.

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m. Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul. Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso Colheita: Totalmente manual, em Fevereiro/Março de 2010

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Tempo total médio de fermentação e maceração: 11 dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês e americano.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2002 à 2008) e, agora, com D.O.V.V. Vinho estruturado, mas semperder a elegância. Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda). Passagem por barris de carvalhofrancêse dos EUA(1º e 2º usos). Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras. Das melhores parcelas do vinhedoSta Lúcia, Vale dos Vinhedos. Lotessuper limitados, com numeração das garrafas.

  • Degustação

    Degustação

    Apresenta cor intensa, rubi escura com traços violáceos; aromas de frutas vermelhas escuras, geleia de frutas vermelhas, especiarias, bosque molhado, moca e ameixas secas em calda. Encorpado, de boa persistência e equilíbrio, longo, com traços de especiarias doces, ameixas e chocolate.

  • Harmonização

    Harmonização

    Sugere-se pratos mais condimentados (não picantes em excesso), e mais estruturados. Experimente com caças, churrasco, pratos com molho de vinho.

  • Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 °C. Decantação enriquece vinhos mais estruturados e com amadurecimento, caso deste.

  • Colheita

    Colheita

    Garrafas: 3.000 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com numeração da D.O.V.V. Dados Técnicos Álcool (% vol.) :13,5 Açúcar residual (g/l) :2,18 Acidez total (g/l ác.tartárico): 5,8 pH: 3,52 Tempo de barril (meses): 12 (1º e 2º usos), francês e americano, em média Uvas componentes: 70% Merlot, 20% Tannat e 10% Cabernet Sauv.

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m. Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul. Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso Colheita: Totalmente manual, em Fevereiro/Março de 2009

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Tempo total médio de fermentação e maceração: 10 dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês e americano.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2002 à 2008). Vinho estruturado, mas sem perder a elegância. Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda). Passagem por barris de carvalho francês e dos EUA(1º e 2º usos). Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras. Das melhores parcelas do vinhedo Sta Lúcia, Vale dos Vinhedos. Lotes limitados, com numeração das garrafas.

  • Degustação

    Degustação

    Apresenta cor intensa, rubi ; aromas de frutas vermelhas, geleias de frutas vermelhas, especiarias, bosque molhado, côco torrado e moca, ameixas secas. Encorpado, de boa persistência e equilíbrio, com retrogosto prolongado com traços de especiarias, ameixas e côco.

  • Harmonização

    Harmonização

    Sugere-se pratos mais condimentados (não picantes em excesso), e mais estruturados. Experimente com caças, churrasco, pratos com molho de vinho.

  • Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 °C. Decantação enriquece vinhos mais estruturados e com amadurecimento, caso deste.

  • Colheita

    Colheita

    Garrafas: 4.350 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com numeração da I.P.V.V. Dados Técnicos Álcool (% vol.) : 13,5 Açúcar residual (g/l) : 2,25 Acidez total (g/l ác.tartárico): 5,8 pH: 3,67 Tempo de barril (meses): 12 (1º e 2º usos), francês e americano.

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m. Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul. Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso Colheita: Totalmente manual, em Fevereiro/Março de 2008.

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Tempo total de fermentação e maceração: 9 dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês e americanos por 12 meses em média.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO