Nossos Vinhos

Pizzato Tannat
Voltar
Informações

Pizzato Tannat

A partir de vinhedos próprios no Vale dos Vinhedos, local onde a família Plínio Pizzato foi pioneira na condução em espaldeiras (simples e lira) desde meados dos anos 1980.

Elaborado desde a colheita 2003, sempre esteve entre os mais destacados Tannat brasileiros. Está presente em pontos de referência gastronômica no Brasil e na Europa (The River Hotel Savoy London, restaurantes estrelados Michelin na Alemanha, outros).

Destaques

  • Melhor Tannat brasileiro do Guia Adega de Vinhos do Brasil 2012/2013
  • 91 pontos - Weinwirtschaft (revista alemã)
  • 89-91pontos – vários painéis pelo Brasil e no exterior (várias colheitas)
  • Bastante sucesso no Reino Unido e Alemanha
  • Exportado para diversos mercados: EUA, Canadá, Reino Unido, Alemanha, Luxemburgo, Bélgica
Colheitas
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2003 à 2009). Vinho estruturado, mas semperder a elegância. Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda). Passagem por barris de carvalho francês (1º e 2º usos). Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras (1986). Das melhores parcelas do vinhedo Sta Lúcia, Vale dos Vinhedos. Todas as garrafas numeradas, em pequenos lotes.

  • Degustação

    Degustação

    Vermelho-rubi, intenso, límpido; no olfato, complexo, amoras maduras, especiarias doces, couro, tabaco, geleias (ameixa, amora), cacau, baunilha e torrefação; na boca, potente, de bom corpo e estrutura, taninos finos e volumosos, retrogosto persistente.

  • Harmonização

    Harmonização

    Caças, cordeiro, feijoadas,cassoulets, queijos fortes e pratos quentes gordurosos em geral.

  • Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 °C.

  • Colheita

    Colheita

    Garrafas: 4.000 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Colheita: em fevereiro de 2014. Dados Técnicos Álcool (% vol.) :13,5 Açúcar residual (g/l) :2,2 Acidez total (g/l ác.tartárico): 6 pH: 3,6 Tempo de barril (meses): 11 (1º e 2º usos), francês.

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m. Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul. Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso Colheita: Totalmente manual, transportada em caixas de 16 kg.

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Tempo total de fermentação e maceração: 7dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês de primeiro e segundo usos.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2003 à 2009). Vinho estruturado, mas semperder a elegância. Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda). Passagem por barris de carvalhofrancês (1º e 2º usos). Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras (1986). Das melhores parcelas do vinhedoSta Lúcia, Vale dos Vinhedos. Lotes limitados, com numeração das garrafas.

  • Degustação

    Degustação

    Vermelho-rubi, intenso, límpido; no olfato, complexo, amoras maduras, especiarias doces, couro, tabaco, geleias (ameixa, amora), cacau, baunilha e torrefação; na boca, potente, de bom corpo e estrutura, taninos finos e volumosos, retrogosto persistente.

  • Harmonização

    Harmonização

    Caças, cordeiro, feijoadas, cassoulets, queijos fortes e pratos quentes gordurosos em geral.

  • Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste espumante, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 oC.

  • Colheita

    Colheita

    Garrafas: 2.700 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com numeração da I.P.V.V. Colheita: em fevereiro de 2009. Dados Técnicos Álcool (% vol.) : 13 Açúcar residual (g/l) : 2,1 Acidez total (g/l ác.tartárico): 6 pH: 3,5 Tempo de barril (meses): 12 (1º e 2º usos), francês

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m. Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul. Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso Colheita: Totalmente manual, transportada em caixas de 16 kg.

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Tempo total de fermentação e maceração: 8 dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês de primeiro e segundo usos.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO
  • Proposta

    Proposta

    Com I.P.V.V. (da 2003 à 2008). Vinho estruturado, mas sem perder a elegância. Para beber agora ou amadurecer (bom potencial de guarda). Passagem por barris de carvalho francês (1º e 2º usos). Vinhedos próprios, conduzidos em espaldeiras (1986). Das melhores parcelas do vinhedo Sta Lúcia, Vale dos Vinhedos. Lotes limitados, com numeração das garrafas.

  • Degustação

    Degustação

    Vermelho-rubi, intenso, límpido; no olfato, complexo, frutas negras maduras, especiarias doces, couro, geléias (ameixa, amora), cacau, baunilha e torrefação; na boca, potente, de bom corpo e estrutura, taninos finos e volumosos, retrogosto persistente.

  • Harmonização

    Harmonização

    Caças, cordeiro, feijoada, queijos fortes e pratos quentes gordurosos em geral.

  • Serviço

    Serviço

    Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 °C.

  • Colheita

    Colheita

    Garrafas: 4.300 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com numeração da I.P.V.V. Dados Técnicos Álcool (% vol.) : 13 Açúcar residual (g/l) : 1,95 Acidez total (g/l ác.tartárico): 6,3 pH: 3,52 Tempo de barril (meses): 11 (1º e 2º usos), francês.

  • Vinhedo

    Vinhedo

    Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem Localização: 29°10'17.91"S, 51°36'05.59"O, 495 m.a.n.m. Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul. Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso Colheita: Totalmente manual, em Fevereiro/Março de 2008.

  • Elaboração

    Elaboração

    Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Tempo total de fermentação e maceração: 9 dias. Amadurecimento em barris de carvalho francês por 11 meses.

BAIXAR FICHA TÉCNICA DO ANO